(11) 3205-2041

As aplicações da Inteligência Artificial (AI) mudaram a maneira como usamos os serviços de computação, desde as nossas escolhas em serviços de assinatura de música até a forma como selecionamos as mercadorias em compras online. Atualmente, estima-se que 80% das empresas já possuem alguma forma de AI na produção.

Nas duas últimas décadas, mergulhamos na ciência dos dados e desenvolvemos vastas capacidades analíticas. O crescimento no mercado da AI será estimulado por grandes empresas que implementam essa tecnologia em seus negócios, como RPA (Robotic Process Automation).

As empresas que não forem capazes de se adaptar serão substituídas por aquelas que são inteligentes o suficiente para aproveitar os avanços tecnológicos e as novas formas de trabalhar.

Pensando nisso, separamos os 6 principais aspectos da Inteligência Artificial. Continue a leitura para ficar por dentro de tudo sobre AI!

1. Algoritmos

Algoritmos são a base da Inteligência Artificial. São utilizados ​​para cálculo, processamento de dados e raciocínio automatizado. Trata-se de uma série de instruções — um conjunto de regras para resolver um problema — escritas e executadas em uma linguagem que os computadores podem entender.

Com o processamento de dados pelas plataformas RPA, as informações ficam armazenadas e melhoram a compreensão operacional, proporcionando expansão do campo de atuação dos robôs e agregando valor ao negócio.

Na prática, pode haver milhares dessas instruções mudando constantemente à medida que os algoritmos aprendem. As maquinações reais dos próprios algoritmos são segredos corporativos de perto. Procure sob todo o código, toda a tecnologia e sofisticação, e cada algoritmo, no fundo, é apenas uma ideia de como resolver um problema.

2. Machine Learning

Machine Learning é um conceito de AI amplamente utilizado que ensina máquinas a detectar padrões diferentes e a se adaptar a novas circunstâncias. Pode ser baseado em experiência e explicação.

Na robótica, por exemplo, o Machine Learning desempenha um papel vital ao otimizar a tomada de decisões baseada em máquinas. Isso eventualmente aumenta a eficiência dos aparelhos, permitindo uma maneira mais organizada de realizar uma tarefa específica.

Atualmente, o Machine Learning é utilizado em muitas aplicações e é a base central para sistemas inteligentes, possibilitando a introdução de tecnologias inovadoras e conceitos mais avançados de pensamento artificial.

O conceito utiliza uma abordagem baseada em estatística e dados para a criação de AI, como quando um programa de computador aprende com dados para melhorar seu desempenho ao completar uma tarefa — como o reconhecimento de voz.

3. Linguagem natural

O processamento de linguagem natural é um ramo da Inteligência Artificial que ajuda os computadores a entender, interpretar e manipular a linguagem humana.

A linguagem natural ajuda os computadores a se comunicarem com os seres humanos em seu próprio idioma. As máquinas atuais podem analisar mais dados baseados em linguagem do que nós, sem fadiga, de forma consistente e imparcial.

Considerando a quantidade surpreendente de dados não estruturados que são gerados todos os dias, desde registros médicos até mídias sociais, a automação é fundamental para analisar dados de texto e fala de forma eficiente.

4. Big Data e Internet of Things (IoT)

O futuro da tecnologia reside nos dados e na sua análise. Cada vez mais, dispositivos e objetos estão conectados à internet, transmitindo informações. O objetivo é avaliar esses dados para aprender sobre padrões e tendências que possam ser úteis para saúde, transporte, economia de energia e estilo de vida, por exemplo.

Dois termos que são discutidos em relação a esse futuro são o Big Data e a Internet of Things (IoT). É difícil falar sobre um sem o outro e, embora não sejam a mesma coisa, as duas práticas estão intimamente interligadas.

O Big Data já existia muito antes que a IoT explodisse na cena para realizar análises. A informação é definida como dados importantes quando demonstra volume, variedade, velocidade e veracidade.

Já a Internet of Things é essencialmente o meio que coleta e envia dados. Os produtos que normalmente não estariam conectados à internet e capazes de obter e processar dados estão equipados com sensores e chips de computador para coleta de dados.

As informações dos dispositivos IoT logo tocarão em todos os aspectos de nossas vidas, como transporte (carros, trilhos inteligentes e semáforos), casas inteligentes (termostatos e aparelhos ativados por voz) e, claro, bens de consumo, como smartphones, wearables e muito mais.

5. Benefícios da Inteligência Artificial

A discussão sobre a importância da AI ganhou impulso nos últimos anos. Ser um erro ou uma bênção para o futuro da existência humana é um debate em andamento.

No entanto, a verdade é que a AI pode facilitar nossas vidas e trazer o quociente geral de inteligência e emoções para as máquinas. Vamos dar uma olhada nas vantagens da Inteligência Artificial.

Gerenciamento de dados

A AI é extremamente útil quando se trata de coletar e analisar dados importantes para melhorar a eficiência e a personalização. O uso da AI para gerenciar dados no setor de saúde traz o potencial de melhorar a igualdade de acesso aos cuidados, aumentar a velocidade dos cuidados, abrir novos métodos de diagnóstico e facilitar a aprendizagem e a melhoria contínua.

Aumento de produtividade

As máquinas são programadas por longas horas e podem ser constantemente executadas. E, ao contrário dos seres humanos, elas não requerem pausas frequentes e não se cansam.

Automação de tarefas

Trabalhos monótonos podem ser facilmente realizados com a ajuda de máquinas. Elas também podem ser empregadas para realizar algumas tarefas perigosas.

AI pode ser usada na mineração e em outros processos de exploração de combustível. Elas podem ser usadas ​​para explorar o oceano também. Devido à sua programação, elas podem realizar mais trabalho duro com maior responsabilidade.

Redução de erros

AI pode reduzir significativamente os erros. Além disso, a chance de usar AI no trabalho também pode alcançar um maior grau de precisão.

Assistentes digitais

Empresas altamente desenvolvidas utilizam avatares que são assistentes digitais que podem interagir com os usuários, economizando, assim, recursos humanos. Esses avatares não têm emoções e podem tomar a decisão certa em qualquer situação.

Segurança cibernética

A AI também ajudará a proteger melhor o mundo IoT, antecipando e lutando contra intrusos mais rapidamente do que os seres humanos podem. Ainda, pode detectar fraude em sistemas baseados em cartões, e possivelmente outros sistemas no futuro.

6. Inteligência Artificial atualmente

Inteligência Artificial já realizou alguns progressos consideráveis ​​ao longo dos últimos anos. A maior parte desse progresso atual que é utilizável foi desenvolvido para fins industriais e comerciais. Há também um bom número de empresas que trabalham com produtos de AI para consumidores. Sistemas inteligentes já estão presentes no nosso cotidiano; diversos deles, porém, passam despercebidos.

Bots de atendimento ao consumidor, reconhecimento de fala e processamento de linguagem natural estão atualmente em foco com produtos como o Alexa da Amazon ou o assistente do Google, ganhando popularidade imensa.

Quer ficar por dentro das novidades sobre Inteligência Artificial? Siga-nos no Facebook, LinkedIn e Twitter agora mesmo!

Pin It on Pinterest