(11) 3205-2041

As empresas estão implementando a automação inteligente e digitalizando suas atividades de processo por meio da inteligência artificial e RPA (Robotic Process Automation). Seus objetivos são principalmente melhorar a eficiência do negócio, reduzir custos, aprimorar a experiência do cliente e alcançar um nível mais alto de excelência do processo.

Para a maioria, a jornada começa com a automação de processos robotizados — robôs de software que automatizam tarefas repetitivas e baseadas em regras realizadas anteriormente por seres humanos.

Isso acontece porque os custos para essas tecnologias emergentes são relativamente baixos, os casos de negócios são fáceis de provar e o retorno sobre o investimento pode ser extraordinário.

Dentro da empresa moderna de hoje, a Inteligência Artificial e RPA são vistas como ferramentas de produtividade essenciais — necessárias para prosperar em mercados globais e hipercompetitivos. As empresas enfrentam decisões sobre onde, o que e como investir para alcançar o sucesso com suas iniciativas de automação.

Confira a seguir como a inteligência artificial e a RPA se relacionam e trazem progressos para as empresas. Continue a leitura e saiba mais!

Inteligência Artificial e RPA

Inteligência Artificial

É a capacidade que uma máquina ou um programa de computador tem de pensar e aprender. O conceito de AI baseia-se na ideia de construir máquinas capazes de pensar, agir e aprender como seres humanos.

Dentro da AI, o aprendizado da máquina inclui algoritmos que são desenvolvidos para dizer a um computador como responder a algo por meio de exemplos. As aplicações particulares da AI incluem sistemas especializados, reconhecimento de fala e visão de máquina.

Muitas empresas adotaram tecnologia de inteligência artificial (AI) para tentar reduzir os custos operacionais, aumentar a eficiência e a receita, além de melhorar a experiência do cliente.

Ao implementar a tecnologia AI adequada, sua empresa pode ganhar capacidade para:

  • economizar tempo e dinheiro ao automatizar processos e tarefas de rotina;

  • aumentar a produtividade e eficiência operacional;

  • tomar decisões comerciais mais rápidas com base em resultados das tecnologias cognitivas;

  • usar informações para prever as preferências dos clientes e oferecer melhor experiência personalizada;

  • alcançar economia de custos, otimizando seu negócio, sua força de trabalho ou seus produtos;

  • aumentar a experiência dos funcionários, permitindo análises e oferecendo conselhos e suporte inteligentes.

RPA

O RPA é o processo de fazer uma função de sistema automaticamente. A automação de processos robóticos, por exemplo, pode ser programada para executar tarefas repetitivas e de alto volume, normalmente realizadas por humanos.

O RPA pode ser utilizado para executar diversas tarefas, como cálculos, registros, consultas e transações, além de operar aplicativos, inserir dados e realizar cálculos complexos.

Ele também pode ajudar a transformar digitalmente o negócio por meio do fornecimento de:

  • serviços de qualidade: melhor precisão e atendimento ao cliente;

  • maior conformidade: os processos de negócios podem ser configurados para operar de acordo com os regulamentos e padrões necessários;

  • aumento da agilidade: redução de custos indiretos e recursos empresariais mais flexíveis;

  • custos reduzidos: tarefas manuais ou repetitivas são realizadas por software RPA

  • experiência do funcionário: aumento da produtividade da equipe e desgaste reduzido.

Relacionamento entre RPA e Inteligência Artificial

Esses dois campos da ciência são realmente muito diferentes e não são um subconjunto um do outro. No entanto, sua combinação é uma área crescente de estudo.

De um modo geral, existem duas maneiras pelas quais o AI é combinado com robôs para completar tarefas repetitivas que muitas vezes podem ser concluídas ao longo do tempo por meio de um processo chamado machine learning.

A primeira é um robô que é instalado com um software AI projetado para seguir etapas pré-programadas, o que faz com que ele pareça estar pensando por conta própria.

Um exemplo disso é o Roomba. Esse robô “aprende” o layout de seus pisos únicos (e sabe como evitar cair as escadas), limpa o pó e a sujeira e se recarrega quando sua bateria está fraca.

No entanto, não é inteligente o suficiente para “saber” como esvaziar sua caixa porque não foi programado para lidar com essa decisão.

 Os robôs e a AI também aprendem juntos a darem respostas desejadas por meio da repetição física, semelhante à forma de treinar um cachorro.

O robô industrial, Baxter, é usado em fábricas para embalar ou montar itens. Enquanto o software está sendo executado, um técnico ensina a Baxter uma série de movimentos guiando sua pinça e movendo-a. Após várias repetições, o robô sabe o que fazer e toma a iniciativa de executar a própria tarefa.

Quando a IA e a robótica são combinadas, os designers geralmente criam máquinas com características animais ou humanas. O tamanho, altura e peso desses robôs são criados para serem práticos e fazerem tarefas do dia a dia, como ligar interruptores de luz.

RPA e inteligência artificial no processo de tomada de decisão

Um sistema que é capaz de gerenciar e executar decisões em tempo real por meio da AI é a melhor opção para automatizar processos de decisão complexos. O uso de análises avançadas e machine learning permite que tais sistemas se tornem inteligentes e aprendam constantemente a partir de novos dados contextuais.

Considere a RPA como uma resposta para a integração de processos —  tirar o problema das empresas e dos trabalhadores, automatizando o tão necessário, mas bastante manual, trabalhos repetitivos.

Um passo acima do RPA é um sistema de tomada de decisão analítica baseada em AI para problemas altamente complexos em tempo real.

Para as empresas de investimento, a tomada de decisões em tempo real é capaz de analisar milhares de insumos, restrições e opções de negócios e arbitrar entre múltiplas metas internas e decisões comerciais.

Elas podem, então, qualificar essas decisões em relação a determinados critérios de uma perspectiva de rentabilidade, risco ou receita. O uso de um mecanismo de tomada de decisão incorporado significa que você pode otimizar decisões com base em dados contextuais.

Implementação do RPA na estratégia de automação em sua empresa

As empresas estão constantemente procurando por mais formas de aplicar automação em suas operações para melhorar a produtividade e reduzir custos. À medida que a tecnologia avança, uma maior quantidade de tarefas será realizada inteiramente pela força de trabalho automatizada.

O RH, o serviço ao cliente, as finanças e uma ampla gama de outros campos já estão vendo processos automatizados e acompanham os recibos, armazenam e recuperam documentação, rastreiam planilhas de horas e monitoram e até corrigem problemas de TI. Hoje, os profissionais de saúde estão usando o RPA para analisar a saúde da população, coordenar os cuidados e monitorar o bem-estar dos pacientes.

À medida que a tecnologia avança, observamos que a lista de tarefas automatizadas aumenta significativamente. Para as empresas, agora é o momento de rever e pensar quais dos seus processos internos podem ser automatizados para criar eficiências em seus negócios.

Gostou do artigo? Que tal compartilhar aos amigos a importância Inteligência Artificial e RPA? Compartilhe nosso conteúdo em suas redes sociais!

 

Pin It on Pinterest